O número de casos de sarampo confirmados subiu para 70 no domingo. Destes, 44 já estão curados, de acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS).

Em comunicado enviado às redações, a DGS informa de que até às 19 horas de domingo não se encontravam doentes internados com sarampo e que dos casos confirmados, 44 já se encontram curados, pelo que há ainda 26 pessoas com a doença, todos adultos.

A maioria continua a ter ligação ao Hospital de Santo António, no Porto, pelo que a região norte é a mais afetada, com 69 ali existentes. Há ainda 26 casos em investigação. A DGS frisou que todos os casos estão a ser investigados laboratorialmente e que “está em curso a investigação epidemiológica detalhada da situação”.

A DGS aconselha aqueles que tenham “sintomas sugestivos de sarampo” a evitar contacto com outros, já que “o vírus do sarampo é transmitido por contacto direto com as gotículas infecciosas ou por propagação no ar quando a pessoa infetada tosse ou espirra”, e que ligue para a linha de saúde — 808 24 24 24.

Recorde-se que o atual surto de sarampo em Portugal atingiu mais do dobro das pessoas do que os dois surtos de 2017 e fez com que, num ano, se registasse uma centena de casos num país considerado zona livre da doença.