O valor médio de avaliação bancária em Portugal aumentou em fevereiro para os 1.160 euros por metro quadrado (m2), aproximando-se do valor máximo de abril de 2011, divulgou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação do INE, o valor médio da avaliação bancária realizada no âmbito da concessão de crédito à habitação aumentou sete euros em fevereiro, face a janeiro, aproximando-se do valor máximo da atual série observado em abril de 2011 (1.156 euros/m2).

Este valor representa um aumento de 0,6% relativamente ao mês precedente e de 4,6% face ao mesmo mês do ano anterior. De acordo com o documento, o valor médio de avaliação bancária de apartamentos foi 1.213 euros/m2 e o valor médio de avaliação bancária das moradias foi 1.069 euros/m2.

Por regiões, de acordo com o índice, em fevereiro, o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa, a Região Autónoma da Madeira e o Alentejo Litoral apresentaram valores de avaliação superiores à média nacional. Os valores no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa foram, respetivamente, 25% e 23% superiores ao registado para o país. A região das Beiras e Serra da Estrela foi aquela que apresentou o valor mais baixo em relação à média nacional (-32%), acrescenta.