Vários grupos de manifestantes independentistas bloquearam esta terça-feira de manhã algumas estradas na Catalunha como forma de protesto contra a detenção, este domingo, na Alemanha, do ex-presidente do governo regional catalão, Carles Puigdemont, e de outros líderes independentistas em Espanha.

Segundo os serviços regionais de tráfego rodoviário, os bloqueios estão a afetar a autoestrada A7, próximo da fronteira com França, bem como uma estrada nacional que liga a Catalunha à costa sudeste espanhola. Os cortes chegaram também a afetar algumas das principais vias de acesso a Barcelona, pelo norte e pelo sul, cuja circulação já foi entretanto restabelecida.

As iniciativas de contestação estão a ser organizadas pelos Comités de Defesa da República, grupos de cidadãos que se organizaram em torno da causa independentista e repartidos pelo território catalão, na sequência do lançamento de um ciclo de protestos “permanentes”. “Com as últimas detenções [de líderes independentistas] e a prisão do presidente Carles Puigdemont, ultrapassamos claramente o ponto de não retorno”, declarou, em comunicado, a direção dos Comités de Defesa da República.

Entre sexta-feira e domingo, a Catalunha foi palco de várias ações de protesto que provocaram confrontos entre a polícia e independentistas, causando mais de uma centena de feridos.