O treinador do Feirense, disse esta quarta-feira que a sua equipa precisa de pontos pela “sobrevivência” e que é necessário “cabeça fria” para o conseguir na visita ao Marítimo, na 28.ª jornada da I Liga de futebol. “São duas equipas que estão à procura de pontos, porque o Marítimo luta para chegar ao quinto lugar. Tem essa pressão de querer lá chegar. O Feirense quer pontos pela sobrevivência. Quem estiver melhor preparado e souber controlar as emoções vai estar mais próximo de vencer o jogo. Precisamos de ter cabeça fria e pensamento positivo. As duas equipas vão ‘dar a vida’ para conquistar pontos”, disse Nuno Manta Santos.

Em conferência de imprensa de antevisão do jogo, agendado para sexta-feira, no Estádio dos Barreiros, o técnico considerou que o Feirense, 17.º e penúltimo classificado, atravessa um momento decisivo nas suas pretensões. “Sabemos que estamos numa fase decisiva do campeonato, em que faltam sete finais. O próximo jogo é contra um adversário que em sua casa cria sempre muitas dificuldades. O Feirense preparou-se para essas dificuldades e temos consciência de que estamos num momento decisivo e temos de conquistar pontos. Acredito que vamos trazer pontos da Madeira”, assinalou.

Nuno Manta Santos reiterou que o principal objetivo do Feirense é conquistar pontos na Madeira, mas admitiu também que o empate seria um mal menor. “Trabalhamos a estratégia e definimos bem os momentos para o jogo, de forma a conseguirmos trazer pontos. Pontuar é fundamental no próximo jogo. Três seria ótimo, um também é bom. Neste momento, mais vale somar do que ‘sumir'”, afirmou. Para o jogo com o Marítimo, Nuno Manta Santos não poderá contar com Barge, a recuperar de lesão, e com Briseño, Tiago Silva, Jean Sony e Edson Farias, que cumprem castigo. O Marítimo, sexto classificado com 39 pontos, recebe na sexta-feira, pelas 16:00, o Feirense, 17.º, com 23 pontos, em jogo da 28ª jornada da I Liga.