O Presidente norte-americano, Donald Trump, demitiu na quarta-feira o secretário de Assuntos Veteranos, David Shulkin, na sequência de escândalos, e indicou o médico da Casa Branca Ronny Jackson para o substituir no cargo. O anúncio foi feito através do Twitter.

“Estou satisfeito em anunciar que pretendo nomear o respeitado Almirante Ronny L. Jackson, MD, como o novo secretário de Assuntos de Veteranos”, disse Donald Trump na sua conta de Twitter.

Até que o Senado confirme a nomeação de Ronny L. Jackson, um alto funcionário do Pentágono, Robert Wilkie, administrará a agência interinamente, adiantou o Presidente norte-americano. Jackson, que já esteve na Casa Branca durante a era Obama, tem trabalhado como médico da presidência e será o único não veterano a tutelar a pasta dos veteranos norte-americanos.

Donald Trump e o médico responsável pelos exames ao Presidente na Casa Branca (SAUL LOEB/AFP/Getty Images)

“Estou grato ao doutor David Shulkin pelo serviço prestado ao nosso país e aos nossos grandes veteranos”, acrescentou. Jackson é conhecido pela conferência de imprensa que deu em janeiro passado, depois de Trump se submeter a um exame médico, em que assegurou que Donald Trump tem uma “saúde excelente”.

Shulkin, do Departamento de Veteranos, gerou manchetes pelos seus conflitos éticos desde julho do ano passado, quando aproveitou uma excursão oficial pela Europa para se aproximar do Reino Unido e assistir ao torneio de ténis de Wimbledon.

Nessa visita, Shulkin aceitou ingressos cujo valor excedia o limite estabelecido pelo governo em relação a presentes a funcionários públicos e em setembro pressionou a Casa Branca para que sua esposa pudesse acompanhá-lo na abertura dos Jogos Invictus, realizados em Toronto.