O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy vai mesmo ser julgado por corrupção e tráfico de influências, avança o Le Monde. Em causa está o alegado financiamento ilegal da sua campanha e a tentativa de influenciar os juizes que lideravam essa investigação.

A base do processo são as escutas telefónicas realizadas em 2014.

O juiz Gilbert Azibert, e o advogado de Sarkozy também deverão ser julgados no mesmo caso. Todas as partes envolvidas já negaram ter feito algo de ilegal.

O caso do financiamento será julgado num caso à parte e tem como base as transferências de dinheiro vindas de Muammar Gaddafi para a campanha presidencial de 2007.

Nas chamadas telefonicas, Sarkozy terá utilizado um nome falso — Paul Bismuth — para oferecer uma posição de prestígio no Mónaco ao juiz Azibert. Em troca esperava receber informações sobre o caso do financiamento.