Offshores

Bancos têm até este sábado para enviar ao fisco dados sobre transferências para empresas offshore

Termina hoje o prazo para os bancos enviarem os dados sobre as transferências financeiras para empresas offshore. Autoridade Tributária deverá divulgar informação até ao final de junho.

Quase 10 mil milhões de euros foram transferidos para offshore entre 2011 e 2014 sem tratamento fiscal

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Os bancos têm até hoje, sábado, para enviar ao fisco o ‘modelo 38’, que contém os dados sobre as transferências financeiras para ‘offshore’, que vão servir de base às estatísticas que a Autoridade Tributária divulga até ao final de junho.

Depois de, no ano passado, ter sido divulgado que quase 10 mil milhões de euros foram transferidos para ‘offshore’ (paraísos fiscais) entre 2011 e 2014 sem tratamento fiscal, a Autoridade Tributária ficou obrigada a publicar anualmente as estatísticas sobre essas transferências.

Essa publicação deve acontecer três meses depois de os bancos lhe remeterem a informação, através do ‘modelo 38’, envio esse que, até ao ano passado, deveria acontecer até junho. No entanto, após uma alteração à Lei Geral Tributária, os bancos ficaram obrigados, a partir deste ano, a enviar essa informação até ao final de março, três meses mais cedo do que faziam até aqui.

Assim, a Autoridade Tributária deverá divulgar essa informação até ao final de junho, três meses mais cedo do que o suposto (que era outubro).

Após a ‘fuga’ dos cerca de 10 mil milhões de euros para ‘offshore’ sem tratamento do fisco — um caso que está a ser investigado pelo Ministério Público –, a Autoridade Tributária divulgou que, em 2016, saíram cerca de 8,6 mil milhões de euros para paraísos fiscais.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Economia

Produtividade: a culpa é da mão de obra?

Fernando Pinto Santos

De quem é a culpa da baixa produtividade do trabalho em Portugal? Da mão de obra? Sim, mas é só um dos fatores. Falta também maior eficiência dos fatores produtivos e maior capacidade para criar valor

Ensino Superior

Bolonha, 20 anos depois

José Ferreira Gomes

Temos um falso sistema de dois ciclos de licenciatura e mestrado porque se está a generalizar a prática de admitir a mestrado estudantes que não concluíram a licenciatura. Estranho? Não em Portugal!

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)