Um “acordo final” apoiado pela Rússia para retirar os rebeldes sírios do grupo Jaich al-Islam, que controlam Douma, o último reduto no Leste de Ghouta, foi conseguido este domingo, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Citando “fontes diplomáticas”, o jornal sírio pró-regime Al-Watan adiantou que foi alcançado “um acordo” que prevê o abandono por parte dos rebeldes da sua artilharia pesada antes de deixarem Douma “para a região Norte da Síria”.

A retomada total de Ghouta, às portas da capital síria, marcará uma vitória para o Presidente Bachar al-Assad na guerra que assola a Síria desde 2011.

O grupo rebelde Jaich al-Islam não reagiu, de imediato, ao anúncio.