Vários elementos da Guarda Nacional da Guiné-Bissau ficaram retidos pelas autoridades no norte da Guiné Conacri quando realizavam uma operação de fiscalização marítima, disse esta quarta-feira o diretor técnico operativo da FISCAP, Tomás Pereira.

Segundo Tomás Pereira, os elementos da Guarda Nacional apreenderam sete pirogas que estavam em águas guineenses.

“Quando as canoas foram apreendidas foi colocado um homem da segurança guineense em cada embarcação, mas aqueles elementos foram enganados pelos pescadores e dirigiram-se para o território da Guiné-Conacri”, salientou.

O diretor técnico operativo da FISCAP (entidade de fiscalização das atividades de pesca) disse que os pescadores da Guiné-Conacri entregaram os elementos da Guarda Nacional às autoridades da Guiné-Conacri.

“Os homens continuam retidos na Guiné-Conacri e estão a ser feitos contactos para os fazer regressar, mas estão bem de saúde”, acrescentou.