Guiné-Bissau

Elementos da Guarda Nacional guineense retidos na Guiné-Conacri

Guardas da Guiné-Bissau foram retidos no norte da Guiné-Conacri enquanto realizavam uma operação de fiscalização marítima. Os guardas apreenderam sete pirogas que estavam em águas guineenses.

MARIO CRUZ/EPA

Vários elementos da Guarda Nacional da Guiné-Bissau ficaram retidos pelas autoridades no norte da Guiné Conacri quando realizavam uma operação de fiscalização marítima, disse esta quarta-feira o diretor técnico operativo da FISCAP, Tomás Pereira.

Segundo Tomás Pereira, os elementos da Guarda Nacional apreenderam sete pirogas que estavam em águas guineenses.

“Quando as canoas foram apreendidas foi colocado um homem da segurança guineense em cada embarcação, mas aqueles elementos foram enganados pelos pescadores e dirigiram-se para o território da Guiné-Conacri”, salientou.

O diretor técnico operativo da FISCAP (entidade de fiscalização das atividades de pesca) disse que os pescadores da Guiné-Conacri entregaram os elementos da Guarda Nacional às autoridades da Guiné-Conacri.

“Os homens continuam retidos na Guiné-Conacri e estão a ser feitos contactos para os fazer regressar, mas estão bem de saúde”, acrescentou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)