Depois de um dia de pausa pelas condições do mar, o Rip Curl Pro Bells Beach regressava logo com os quartos de final que prometiam grandes duelos. E que se confirmaram: Patrick Gudauskas voltou a surpreender e conseguiu afastar Michel Bourez, que partia com ligeiro favoritismo; Mick Fanning deu de novo show e superou Owen Wright; e Ítalo Ferreira arrancou a melhor bateria de toda a prova, com um desempenho fantástico com Ezekiel Lau. Seguia-se Frederico Morais, o português que teria pela frente o campeão de 2014 e vice-campeão de 2017, Gabriel Medina.

Apesar das diferenças de estilos e, sobretudo, de experiência, Kikas, que faz apenas o segundo ano no Circuito Mundial de Surf, até partia com um histórico favorável frente ao brasileiro, somando por vitórias as duas baterias realizadas no ano passado entre ambos, em Bells Beach e Jeffreys Bay. No entanto, e apesar da boa prestação, à terceira foi de vez para Medina, que conseguiu qualificar-se para as meias-finais da prova australiana, onde irá defrontar o compatriota Ítalo Ferreira (o outro heat terá Patrick Gudauskas e Mick Fanning).

Na quarta e última bateria desta fase, Frederico Morais, que teve de vir trocar de prancha logo após a primeira onda de 6.17, ainda conseguiu fazer um 7.00 e liderar durante vários minutos, até à reação fulminante de Gabriel Medina que, com um 8.83 e um 6.90, passou para a frente. O português não baixou os braços, ainda conseguiu arrancar um 8.00 mas não havia tempo sequer para mais uma onda (até porque entretanto teve a infelicidade de partir de novo a prancha), saindo derrotado por 15.73-15.00, no segundo heat com melhor média nesta etapa apenas superado pelo dos brasileiros Ítalo Ferreira e Filipe Toledo na terceira ronda (8.00).

Desta forma, depois do 13.º lugar alcançado na primeira prova da temporada de 2018, o surfista de Cascais conseguiu uma sempre boa quinta posição, repetindo o resultado alcançado em Bells Beach no ano passado e que é o seu segundo melhor em termos de Circuito Mundial, apenas superado pela final em Jeffreys Bay, na África do Sul. Quaisquer que sejam os próximos resultados, Frederico Morais ficará na 11.ª posição do Circuito Mundial, com os mesmos pontos de Filipe Toledo (6.410). A próxima etapa, o Margaret River Pro, fecha a passagem do calendário pela Austrália e tem início previsto para a próxima quarta-feira, dia 11.

O resumo dos quartos de final do Rip Curl Pro Bells Beach foi o seguinte:

Heat 1: Patrick Gudauskas (11.67) x Michel Bourez (11.44)

Heat 2: Mick Fanning (13.77) x Owen Wright (9.33)

Heat 3: Ítalo Ferreira (17.86) x Ezekiel Lau (11.50)

Heat 4: Gabriel Medina (15.73) x Frederico Morais (15.00)