O CDS-PP interpela hoje o Governo no parlamento sobre a “preparação da próxima época de incêndios”, uma semana depois de os deputados terem discutido o relatório da Comissão Técnica Independente que analisou os fogos de outubro.

Numa deslocação ao Pinhal de Leiria, na terça-feira, a presidente do CDS-PP considerou que o executivo está a perder “uma grande oportunidade na reflorestação” e de “preparar melhor a prevenção dos fogos”. Na ocasião, Assunção Cristas pediu “muita atenção” às ideias alternativas à gestão pública das matas nacionais. “Eu acho que estamos a perder uma grande oportunidade na reflorestação como estamos a perder uma oportunidade de preparar melhor a prevenção dos fogos”, afirmou.

Na sessão plenária de quarta-feira, os centristas vão confrontar os ministros do executivo de António Costa com o facto de estar “tudo muito atrasado” e com a necessidade de se avançar na prevenção dos fogos na “época difícil do tempo quente”.

“Há que garantir que aqui se faz o melhor [da reflorestação], o mais exemplar que se pode fazer no nosso país e devemos ambicionar ser o exemplo a nível internacional como de resto fomos durante muitas décadas”, declarou.

Assunção Cristas pediu ainda “muita atenção a todas essas ideias alternativas que aparecem”, numa alusão a uma eventual entrega a privados da gestão da mata nacional. Os incêndios de outubro de 2017 provocaram 49 mortes e destruíram cerca de 80 por cento da mata.