Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As entregas da Glovo chegaram às zonas de Belém e do Restelo, em Lisboa, informou a empresa esta quinta-feira em comunicado. A aplicação que permite comprar, recolher e entregar refeições e outros produtos já tinha expandido para o Porto em março, depois de se ter estreado no mercado lisboeta em outubro do no ano passado.

Entregas da Glovo chegam ao Porto

“Queremos chegar a mais pessoas e mais zonas da cidade e ficamos muito satisfeitos por poder fazê-lo, mais ainda sendo Belém uma freguesia emblemática da capital, assim como o Bairro do Restelo, com uma oferta cultural e comercial muito apreciada e que estará agora acessível aos utilizadores da nossa aplicação”, afirmou José Félix, diretor da Glovo para a Península Ibérica.

O responsável pela Glovo em Portugal e Espanha acrescenta que “a Glovo pretende aumentar cada vez mais a respectiva cobertura geográfica a nível nacional” e espera “proporcionar uma oferta cada vez mais diversificada aos utilizadores”. A Glovo é uma startup espanhola fundada em 2015, que está desde o início do ano a apostar na consolidação do mercado português.

Através da aplicação, é possível encomendar refeições de qualquer restaurante, sendo parceiro ou não da Glovo, desde que disponibilize serviço de take away e se encontre localizado dentro da área geográfica coberta. Atualmente, a Glovo opera em 30 cidades em oito países, a nível global.