O cinema da Arábia Saudita estará presente pela primeira vez no Festival de Cannes, em maio em França, anunciou esta segunda-feira o ministro saudita da Cultura. Numa visita oficial a Paris, o ministro Awwad al-Awwad revelou que esta será uma presença simbólica em Cannes, com a exibição de nove curtas-metragens sauditas e a organização de encontros profissionais.

A presença de cinema saudita no festival de Cannes decorre de um de vários acordos assinados esta segunda-feira entre al-Awwad e a ministra francesa da Cultura, Françoise Nyssen, num gesto que é considerado de abertura do país ultraconservador à cultura ocidental. Noutro protocolo assinado esta segunda-feira, França compromete-se a ajudar a Arábia Saudita a constituir uma orquestra nacional e uma companhia de ópera, e a formar jovens profissionais de cinema e audiovisual.

Na cerimónia de assinatura destes protocolos, Françoise Nyssen disse que a cooperação franco-saudita poderá estender-se a outras áreas culturais, relembrando, por exemplo, a “importância da tradução literária” de obras árabes para francês e vice-versa. Em fevereiro, a Arábia Saudita tinha anunciado a intenção de investir 52 mil milhões de euros na construção de equipamentos de cultura e lazer, nomeadamente salas de cinema e uma ópera.

Os acordos foram formalizados no âmbito de uma visita oficial de três dias do príncipe saudita Mohammed ben Salmane a França.