O presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta segunda-feira o ataque com armas químicas na Síria e diz que vai responder dentro de 24 a 48 horas ao que considera ser um ato “hediondo”. “Não podemos permitir atrocidades destas”, disse Trump. Segundo o The Guardian, o presidente diz não ter grandes dúvidas de quem esteve por trás do ataque nos arredores de Douma — em que 42 pessoas foram mortas.

Recorde-se que a Rússia já veio negar este ataque, afirmando que se trata de “desinformação” e uma forma de legitimação de uma possível intervenção militar na Síria por parte dos Estados Unidos. A Rússia insiste de que nem existem provas do ataque, apesar do pessoal médico no terreno referir o contrário.

Para Trump não interessa quem esteve na origem do crime. “Se é a Rússia, se á a Síria, se é o Irão, se são todos juntos, nós vamos decobrir e em breve vamos saber as respostas”, disse Trump, citado pelo The Guardian e pela CNN ao lado do seu novo conselheiro de segurança nacional, John Bolton.