País

Cinco barras do continente fechadas e quatro condicionadas devido à agitação marítima

Cinco barras marítimas de Portugal continental estão esta quinta-feira fechadas à navegação e outras quatro estão condicionadas devido à agitação marítima forte, segundo a Autoridade Marítima.

ANTÓNIO ARAÚJO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Cinco barras marítimas de Portugal continental estão esta quinta-feira fechadas à navegação e outras quatro estão condicionadas devido à agitação marítima forte, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN). De acordo com a Marinha, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, São Martinho do Porto e Ericeira estão  fechadas à navegação devido à agitação marítima forte.

As barras da Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Aveiro e Figueira da Foz estão condicionadas a alguns tipos de embarcações. Por causa da agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso laranja os distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro até às 12:00 de sexta-feira, passando depois a aviso amarelo.

Para estes distritos prevê-se ondas de noroeste com 05 a 06 metros, podendo chegar aos 10/11 metros de altura máxima. Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro e Coimbra estão sob aviso amarelo até às 18:00 de sexta-feira devido à agitação marítima. A costa norte da Madeira e o Porto Santo também vão estar sob aviso amarelo por causa da agitação marítima até ao final do dia de sexta-feira.

O IPMA prevê para esta quinta-feira na região norte do continente céu muito nublado, períodos de chuva no litoral, estendendo-se gradualmente ao interior, e que poderá ser temporariamente sob a forma de neve acima 1200/1400 metros. A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando temporariamente moderado a forte nas terras altas, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais, mais provável nas regiões do interior e pequena subida da temperatura mínima.

Nas regiões do Centro e Sul prevê-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva no litoral da região Centro, estendendo-se gradualmente às restantes regiões, sendo por vezes mais intensa e persistente até meio da tarde, passando a regime de aguaceiros, que poderão ser ocasionalmente fortes e de granizo e condições favoráveis à ocorrência de trovoada e queda de neve acima de 1200/1400 metros.

O IPMA prevê ainda vento fraco a moderado do quadrante sul, tornando-se moderado a forte no litoral e nas terras altas a partir do meio da manhã, por vezes com rajadas até 75 quilómetros por hora a sul do Cabo Mondego e soprando temporariamente do quadrante oeste, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais, mais provável nas regiões do interior e pequena subida da temperatura mínima na região Centro. As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 2 graus Celsius (na Guarda) e os 9 (em Faro, Lisboa, Santarém, Leiria e Porto) e as máximas entre os 6 (na Guarda) e os 17 (em Faro).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)