Sociedade

Quase 80% dos portugueses consideram que integração de imigrantes é positiva

Portugal é o segundo país da União Europeia onde a perceção sobre a integração dos imigrantes é mais positiva, revelou esta sexta-feira um estudo publicado pelo Eurobarómetro.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Portugal é o segundo país da União Europeia onde a perceção sobre a integração dos imigrantes é mais positiva, revelou esta sexta-feira um estudo publicado pelo Eurobarómetro. De acordo com o estudo, cujo trabalho de campo foi realizado em outubro de 2017, a perceção portuguesa sobre a integração dos imigrantes na sociedade suplanta largamente a média europeia, fixada nos 54% e 77% dos portugueses consideram que a integração dos imigrantes é bem-sucedida, um número só superado pela Irlanda (80%).

A sondagem indica ainda que os cidadãos portugueses estão entre aqueles que mais defendem que a inclusão com sucesso dos imigrantes na sociedade é um processo de dois sentidos. Para 83% dos portugueses, a inclusão bem-sucedida é uma responsabilidade partilhada entre sociedade e imigrantes, uma ideia que, a nível comunitário, é partilhada apenas por 69% dos cidadãos.

O estudo “Integração de imigrantes na União Europeia” dá ainda conta que os portugueses acreditam que fomentar a sua inclusão é um investimento necessário a longo prazo para o país (85% contra 69% da média comunitária), e que consideram que a imigração é mais uma oportunidade (32%) do que um problema (26%). Entre as medidas para apoiar a integração dos imigrantes, os portugueses, em linha com a opinião comunitária, apontam a inscrição dos filhos destes na pré-escola (97%), a melhoria ou introdução de programas de integração (92%), ou a oferta de cursos de línguas (91%) como os principais mecanismos de apoio.

A sondagem do Eurobarómetro baseou-se em 28.080 entrevistas a nível europeu, 1.099 das quais em Portugal.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Sindicatos

Vivam as greves livres

Nuno Cerejeira Namora

Estes movimentos têm de ser encarados como o sintoma de um mal maior: a falência do sindicalismo tradicional e a sua incapacidade de dar resposta às legítimas aspirações dos seus filiados.

Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)