Exploração Espacial

SpaceX e NASA unidas em busca de exoplanetas. Há um português pelo meio

A NASA vai lançar um novo satélite para caçar planetas para lá do Sistema Solar. A máquina vai ser enviada a bordo de um foguetão Falcon 9 da SpaceX. Foi um português a decidir que estrelas sondar.

NASA

O satélite The Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) — em português, “Satélite de Rastreio de Exoplanetas em Trânsito” — vai ser lançado na próxima segunda-feira para farejar o espaço e encontrar mais planetas que existam para lá do Sistema Solar. A máquina foi criada pela NASA, agência espacial norte-americana, mas vai ser enviada pelo foguetão Falcon 9 da SpaceX. A missão contou com a participação do professor e astrónomo português Tiago Campante, que foi um dos responsáveis por determinar que estrelas têm mais potencial de ter planetas em órbita.

Este é um satélite importante porque vai substituir o Telescópio Espacial Kepler, que atualmente é o veículo espacial mais importante na busca por exoplanetas mas que está em fim de vida. Depois de ter encontrado cinco mil planetas para lá do Sistema Solar, o Kepler vai dar lugar ao TESS, que será capaz de cobrir uma área 350 vezes maior do que o telescópio e que pode descobrir até 20 mil exoplanetas só nos primeiros dois anos de atividade. No entanto, o TESS não vai ser ligado imediatamente a seguir ao lançamento: os primeiros meses vai ser passados a estabilizar o satélite na sua órbita (metade da distância entre a Terra e a Lua) e testar as câmaras.

Depois disso, o satélite vai estar atento às estrelas: sempre que reparar que a luz emitida por alguma delas se altera e diminui. Se isso acontecer de um modo mais ou menos regular, é possível que essa estrela esteja a ser orbitada por um planeta. Se assim for, o TESS terá descoberto um novo exoplaneta e terá informações suficientes para estudar a atmosfera desse corpo celeste e entender se pode conter ou suportar vida.

O lançamento vai acontecer a partir do Complexo de Lançamento 40 na estação da base aérea de Cabo Canaveral, a mais importante das pistas exploradas pela agência espacial norte-americana. O voo do foguetão Falcon 9 vai poder ser visto em direto a partir do canal de televisão e da página da internet da NASA a partir das 15h de Portugal Continental, em que um painel de cientistas vai discutor a missão protagonizada pelo TESS. No entanto, o lançamento só vai acontecer às 23h32 de Lisboa (18h32 locais), caso as condições meteorológicas estejam favoráveis.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)