Guiné-Bissau

Aristides Gomes nomeado novo primeiro-ministro da Guiné-Bissau

O novo primeiro-ministro foi nomeado pelo presidente, José Mário Vaz, para chefiar um Governo inclusivo. Espera-se que ainda este ano se realizem eleições legislativas no país.

José Goulao/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Presidente guineense, José Mário Vaz, nomeou esta segunda-feira o sociólogo Aristides Gomes, 63 anos, primeiro-ministro do país para chefiar um Governo inclusivo, que terá como missão a realização de eleições legislativas ainda este ano. O decreto presidencial que anunciou a nomeação de Aristides Gomes, tornado público esta segunda-feira pela Presidência guineense, indica que o nome do político resultou de uma série de consultas desencadeadas por José Mário Vaz para a escolha de uma figura de consenso para o cargo.

As diligências visaram encontrar um mecanismo que pusesse fim definitivo à crise política que afeta a Guiné-Bissau há cerca de três anos, refere o decreto presidencial. Aristides Gomes é assim o sétimo primeiro-ministro nomeado por José Mário Vaz, eleito Presidente da Guiné-Bissau em 2014. Sociólogo formado em França, Aristides Gomes, dirigente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), de que chegou a ser primeiro vice-presidente, vai liderar um Governo que terá a missão de organizar eleições legislativas que José Mário Vaz pretende que tenham lugar a 18 de novembro.

O líder guineense prometeu divulgar ainda esta segunda-feira o decreto presidencial a fixar a data da ida às urnas. O nome de Aristides Gomes ficou retido como figura consensual para liderar o próximo Governo guineense na sequência de conversações entre os dois principais partidos no Parlamento, o PAIGC e o PRS (Partido da Renovação Social).

O facto foi formalmente assumido pelos líderes da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO), que estiveram reunidos, no último sábado, em Lomé, no Togo, e salientado no comunicado final do encontro. Aristides Gomes, que já foi primeiro-ministro guineense entre novembro de 2005 a abril de 2007, toma posse esta segunda-feira às 15h00 de Bissau, no palácio da presidência.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site