Crime

Autoridades apreendem 4,2 quilos de chifres de rinoceronte no Aeroporto de Maputo

Viajante chinês que transportava os chifres foi detido antes de embarcar num avião da Qatar Airways para Doha. Na Ásia os cifres são usados em cerimónias ligadas a crenças e superstições.

ANTÓNIO SILVA/LUSA

A Autoridade Tributária (AT) de Moçambique apreendeu, no domingo, 4,2 quilos de chifres de rinoceronte e deteve o passageiro que os transportava e se preparava para embarcar no Aeroporto Internacional de Maputo, anunciou esta segunda-feira em comunicado. O viajante chinês foi detido antes de embarcar num avião da Qatar Airways para Doha, tendo Hong Kong como destino final, referiu a AT.

Os chifres são um artigo de comércio proibido, com grande procura na Ásia, por ser usado em cerimónias ligadas a crenças e superstições. A operação aconteceu depois de a AT ter feito a sua maior apreensão de marfim em Moçambique, na última quinta-feira, ao encontrar 867 presas de elefante, pesando mais de 3,5 toneladas, num contentor com destino ao Camboja.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)