Regularmente, o Cars & Coffee reúne em Wolverhampton desportivos de todos os tipos e respectivos proprietários, para alegres sessões de convívio em que se respiram octanas e se contam histórias. Algumas até verdadeiras… Obviamente, o rugido dos motores atrai algum público, que assim pode ver e tocar veículos que raramente consegue ver a circular na via pública.

Mas quando se mistura cars, coffee e alguma cerveja, com doses maciças de público, há sempre condutores que perdem as estribeiras. E o controlo do seus automóveis. O último Cars & Coffee Wolverhampton Spring 2018, que teve lugar há poucos dias na simpática cidade inglesa, juntou um generoso lote de desportivos, uns mais potentes e outros mais exuberantes, com alguns modelos a conciliar ambos os atributos.

6 fotos

Tudo corria bem, com os condutores a optarem por privilegiar o “puxar” pela rotação dos motores, em vez de velocidades acima do recomendado por lei. Mas surgiu alguém que, na ânsia de agradar ao público que adornava a rotunda, decidiu ir um pouco mais além.

O papel de “bobo da corte” foi assumido por um jovem condutor de um BMW M2 que, para dar um pouco mais de espectáculo, decidiu desligar o controlo de tracção do seu desportivo. Ou seja, deixou de poder contar com a ajuda da electrónica para controlar o carro, passando a depender exclusivamente dos seus dotes de condução.

O M2 respondeu à solicitação do acelerador fazendo avançar uma manada de 370 cavalos, que manifestamente revelou conter demasiado animais para o condutor. Vai daí, atravessou-se para um lado, depois para o outro e… pimba no passeio. Nas imagens seguintes já é possível ver o M2 com uma marca na jante e pneu em baixo. Se bem que a jante de 19” não seja barata e o pneu 265/35 também não, a factura pode disparar caso a suspensão tenha sido afectada, o que facilmente pode ter acontecido depois de subir o passeio com tamanha ligeireza. Veja aqui o vídeo completo:

[jwplatform lczmEi98]