A Alexa é uma mistura de mordomo de serviço e pau para toda a obra. Essencialmente porque não parece haver nada que esta criação da Amazon, comandada pela voz, não possa executar, ou melhor, mandar executar. Segundo a Kia, se o condutor pretender, mesmo ainda antes de sair de casa, ligar o motor, regular a ventilação ou a música, basta pedir à Alexa. É claro que pode igualmente solicitar que ligue os faróis ou accione a buzina, isto se o objectivo for endoidecer a vizinhança, especialmente à noite.

Na realidade, todo este sistema já está disponível no mercado, mas para funcionar em casa, com a Alexa a assumir-se como uma assistente inteligente e virtual, capaz de receber comandos de voz e executá-los sem pestanejar. Para tal necessita de uma coluna da Amazon, Echo, Echo Plus ou Echo Bot, que a possa associar aos aparelhos e dispositivos que pretende controlar. O que a Kia agora vai fornecer é uma adaptação da Alexa e do sistemas Echo ao veículo.

Nem todos os modelos do construtor sul-coreano permitem a utilização da assistente virtual a bordo, mas apenas os equipados com o sistema UVO, ou seja os Niro PHEV, Soul EV, Optima PHEV e K900. Depois, é igualmente necessário uma boa cobertura GSM. Mas, a partir daqui, o céu é verdadeiramente o limite.

Estamos sempre à procura de formas de tornar a utilização dos nossos veículos mais agradável e abrangente e o nosso UVO dedicado à Alexa, denominado Skill, permite aos clientes usufruir de todo o potencial do sistema da Amazon”, afirma o vice-presidente para o Planeamento e Estratégia, Orth Hedrick.

Com a Alexa a bordo, as viagens, mesmo as mais longas, ficam bastante mais preenchidas, uma vez que recorrendo à cloud, não só não há questões a que a sua assistente virtual não saiba responder, como pode solicitar os seus serviços para seleccionar música, calcular distâncias e tempo de viagem, roteiros alternativos, evitar o trânsito e, até, contar anedotas.

[jwplatform 5zHJjTX0]