Startups

Portugal Ventures vende participações da B-Guest e GuestU

A sociedade de capital de risco Portugal Ventures vendeu as participações que tinha nas startups B-Guest e na GuestU à portuguesa Nonius Hospitality Technology.

Celso Guedes de Carvalho, na imagem, é o presidente executivo da Portugal Ventures.

A sociedade de capital de risco Portugal Ventures vendeu à empresa portuguesa Nonius Hospitality Technology, uma tecnológica especializada na venda de serviços para hotelaria, as participações que tinha nas startups GuestU e B-Guest. Em comunicado enviado às redações, a sociedade de capital risco afirma que a venda das participações a “missão de trabalhar em conjunto com as empresas do portefólio escalando o negócio e contribuindo para a sua maturidade”.

O presidente executivo da Portugal Ventures, Celso Guedes de Carvalho, afirma que ao fazerem o exit — quando uma sociedade de capital de risco ou fundo vende a participação do investimento feito numa empresas —  estão a “a contribuir para a qualificação dos serviços na hotelaria e para a dinamização do setor do turismo e da nossa economia”.

A GuestU é uma startup portuguesa que vende uma plataforma para serviços de clientes de hotelaria. A B-Guest, no mesmo setor, é também uma plataforma de serviços, mas que oferece “módulos totalmente integrados com os sistemas de gestão hoteleiros (PMS’s), com o objetivo de os ajudar a reduzir custos, potenciar receitas e aumentar a satisfação dos seus hóspedes”.

José Vieira Marques, presidente executivo da B-Guest, afirma que esta venda vai permitir “acelerar o crescimento” da startup. Já Euclides Major, presidente executivo da GuestU, mostra-se também satisfeito com a venda das particpações dizendo que a operação coloca a startup “mais perto da nossa visão de construção de um player líder a nível mundial na área de guest experience”.

“O investimento na GuestU e na B-Guest permite às empresas a continuidade da sua operação com a aposta na internacionalização dos produtos já criados, com provas dadas no mercado nacional. A Nonius, com estes investimentos, contribui para o desenvolvimento da Indústria do Turismo Portuguesa possibilitando que a boa tecnologia que se cá faz é vendida para todo o mundo”, afirmou António Silva, presidente executivo da Nonius.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt
Global Shapers

A (nova) economia do impacto

Inês Santos Silva
191

Cada vez mais os consumidores valorizam produtos que geram impacto positivo. E os melhores talentos, principalmente os ditos millennials, acreditam que as empresas podem e devem ter esse impacto.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site