Se chamar conservador a um construtor de automóveis, a maioria até pode ficar ofendida. Mas não a Toyota. “Nós somos uma marca conservadora, não gostamos de correr riscos e queremos garantir que tudo está perfeito, antes de avançar”, assume o próprio responsável máximo pelos modelos familiares, Kark Dejongh, com este quadro da marca nipónica a garantir ainda que “pretendemos proteger a privacidade dos nossos clientes, pelo que pensamos estar correctos em relação às decisões que tomámos em relação ao acesso de certas aplicações ao nosso sistema de infoentretenimento”.

Dito assim, é mais fácil perceber que a Toyota tenha sido muito provavelmente sido uma das últimas a permitir o acesso da Apple CarPlay ao seu sistema (vai surgir pela primeira vez no Avalon, este ano) e seja uma das poucas a recusar-se a abrir as portas ao concorrente directo, o Android Auto, da Google. E este finca-pé em relação ao dispositivo da Google não é de hoje, tendo mesmo começado em 2015, numa fase em que a Toyota ainda negava o acesso ao Apple CarPlay.

Há vários construtores de automóveis que optaram por não permitir um acesso total destas duas aplicações aos dados do veículo, com a maioria a decidir acomodá-las, mas mantendo o seu próprio sistema a liderar o processo. A desconfiança da Toyota em relação ao Android Auto surgiu ainda em 2015, quando a Motor Trend publicou um artigo onde afirmava que a Google recolhia uma série de dados de que na realidade o Android Auto não necessitava para funcionar correctamente.

Enquanto a Apple se limitava a querer saber se o carro estava a andar ou parado, a Google pretendia recolher dados sobre velocidade, rotação do motor, posição do acelerador, temperatura do líquido de lubrificação e de refrigeração. A isto respondeu a Google afirmando que esses dados permitiam optimizar o funcionamento do sistema de navegação, no que é uma teoria algo difícil de defender.

Passados três anos, a Toyota continua a não confiar na Google, nem a permitir à aplicação desta empresa americana acesso ao seu sistema de infoentretenimento, temerosa pela privacidade dos seus clientes. Assim e até ver, não vai ser possível encontrar Android Auto em modelos Toyota ou Lexus, mas apenas Apple CarPlay, por estes serem menos curiosos.