O treinador histórico do Manchester United, Alex Ferguson, revelou-se esta sexta-feira “orgulhoso de ter sido um rival, colega e amigo” do francês Arsène Wenger, que anunciou ir deixar o Arsenal no fim da época. Há 22 anos a liderar os ‘gunners’, Wenger passou boa parte da carreira a lutar contra Alex Ferguson, que se retirou em 2013, após 26 anos a treinar o Manchester United. “Estou muito feliz por Arsène Wenger. Tenho muito respeito por ele e pelo trabalho que fez no Arsenal. O seu talento, profissionalismo e determinação”, disse Ferguson, ao site dos ‘red devils”.

O carismático treinador elogiou o gaulês por “servir durante tanto tempo um clube com a grandeza do Arsenal”, recordando que atualmente os técnicos “duram apenas uma ou duas temporadas” nos clubes. Wenger, que é descrito pelo rival como “um dos maiores treinadores da história da ‘Premier League'”, recebeu muitos elogios do amigo que espera vê-lo a ser “homenageado como merece”.

Manchester United, agora liderado por José Mourinho, e Arsenal vão encontrar-se em 29 de abril, no que será o 60.º encontro entre Wenger e os ‘red devils’, tendo vencido por 18 vezes, empatado 15 e perdido 26.