Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O incêndio que deflagrou este sábado num edifício na Baixa do Porto, não provocando vítimas, entrou em fase de rescaldo pelas 12h08, afirmou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) à agência Lusa.

Segundo a fonte do CDOS do Porto, os bombeiros estão ainda a proceder a “trabalhos de rescaldo e ventilação do local”.

O alerta de incêndio numa habitação de um prédio que se encontra em obras na rua Sá da Bandeira, no centro da cidade, foi dado às 10h41. O incêndio obrigou ao corte parcial da rua Sá da Bandeira, segundo informação da PSP do Porto.

Segundo o Jornal de Notícias (JN), o incêndio deflagrou num prédio em reabilitação, que estava a ser preparado para acolher um hostel. O mesmo jornal “apurou no local” que o incêndio “teve origem numa faísca provocada pelo processo de soldadura de uma conduta do ar condicionado.”

Os estrados causados no prédio foram “consideráveis”. O chefe do Serviço dos Sapadores do Porto, Albano Cardoso, disse ao JN que três pisos ficaram destruídos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR