O monumento do Monte Saint-Michel, no oeste de França, foi evacuado hoje de manhã “por precaução”, tendo sido retirados os turistas e habitantes devido à presença de um suspeito que ameaçou as forças da ordem, anunciou a polícia francesa.

Várias testemunhas assinalaram o suspeito quando este entrou no local turístico, um dos mais visitados de França, com uma média de mil por dia, disse a polícia.

Cerca das 7:45 locais, um guia turístico, que seguia num pequeno autocarro para o Monte Saint-Michel, alertou a polícia para um passageiro que apresentou um comportamento agressivo, com ameaças aos agentes da autoridade.

Um helicóptero da polícia sobrevoa o local, e há 50 polícias no local, adiantam os jornais franceses.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Decorrem, neste momento, as operações para encontrar este homem, procurado de porta em porta em toda a ilha, ainda que, como avança o espanhol La Vanguardia, exista a hipótese de o homem se ter escapado entre outros turistas aquando da evacuação da ilha.

Ainda assim, adianta o mesmo jornal, as buscas estão a ser encaradas com alguma preocupação porque o homem em causa tinha consigo uma bolsa cujo conteúdo não se conseguiu verificar.

À agência France Press uma fonte disse que o indivíduo em causa foi denunciado à polícia francesa por um guia turístico, depois de ter feito algumas observações ameaçadores em relação à polícia durante a visita do monumento. O indivíduo passou depois a ser seguido pelas câmaras de vigilância na ilha antes de ter sido perdido de vista, adianta a AFP.

A polícia aconselhou todos os comerciantes e moradores do local a não saírem à rua. Não há registar, até ao momento, qualquer ato de violência na ilha.