Rádio Observador

Mundo

Morreu a mulher mais velha do mundo

181

A mulher considerada a mais velha do mundo, a japonesa Nabi Tajima, morreu no sábado à noite no sul do Japão, com 117 anos de idade. Chiyo Yoshida, de 116 e também japonesa, ocupa agora este lugar.

AFP/Getty Images

Autor
  • Agência Lusa

Um funcionário da cidade de Kikai avançou que Nabi Tajima morreu no hospital, pouco antes das 20:00, onde estava internada desde janeiro.

Tajima nasceu em 04 de agosto de 1900 e terá mais de 160 descendentes, sendo natural de Kikai, na província de Kagoshima, em Kyushu, a zona mais a sul das quatro ilhas principais do Japão.

A japonesa tornou-se na mulher mais velha do mundo após a morte de Violet Brown, na Jamaica, em julho de 2017, também 117 anos.

Com a sua morte, Chiyo Yoshida, também japonesa, passou a ocupar o lugar da mulher mais velha do mundo, com 116 anos, de acordo com a entidade Gerontology Research Group, sediada nos Estados Unidos.

O Japão, conhecido pela longa expectativa de vida de seus habitantes, contava com cerca de 68 mil centenários listados no país no ano passado, segundo estatísticas oficiais.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)