O presidente norte-americano decidiu atualizar o mundo sobre a evolução das negociações entre Estados Unidos da América (EUA) e Coreia do Norte no Twitter. Através da sua conta na rede social, Donald Trump atacou um jornalista e um órgão de media (a NBC) que tinham criticado a postura de Trump nas negociações e o resultado que se adivinha delas.

O dorminhoco Chuck Todd do órgão de fake news NBC disse que tínhamos cedido muito nas nossas negociações com a Coreia do Norte e que a Coreia do Norte não nos tinha dado nada. Wow, [na verdade] nós não lhes demos nada e eles concordaram com a desnuclearização (o que é ótimo para o mundo), com o encerramento de espaços de testes nucleares e com os próprios testes!”, escreveu Trump na rede social que usa com grande regularidade.

“Ainda estamos longe de concluir as negociações com a Coreia do Norte. Talvez resultem, talvez não resultem — só o tempo o dirá… mas o trabalho que estou a fazer já devia ter sido feito há muito tempo”, acrescentou o presidente dos EUA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além de garantir a desnuclearização da Coreia do Norte, o presidente norte-americano pretende pressionar Kim Jong-un para que o líder norte-coreano liberte três norte-americanos que se encontram detidos no país. Resta saber se os dois líderes políticos chegarão a acordo, que contrapartidas exigirá Kim Jong-un para ceder às exigências americanas e se as novidades diplomáticas voltarão a ser dadas através do Twitter.

No mês passsado, Trump e Kim Jong-un concordaram encontrar-se numa reunião inédita que visa debater o fim do programa nuclear da Coreia do Norte. O local e data do encontro ainda não foram divulgados, apesar de se esperar que aconteça no mês de maio e até já ter sido apontado um local preferencial: a Suécia. Ainda há um mês o ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coerano esteve na Suécia para uma visita que foi vista como preparatória para o encontro.