A saúde e a agricultura familiar são áreas em que os Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a Turquia podem fortalecer a cooperação, afirmou a secretária-executiva da organização, após uma visita a Ancara. Maria do Carmo Silveira falava à Lusa após uma visita oficial, na semana passada, a Ancara, a convite da Turquia, país que aderiu à CPLP como observador associado na cimeira de Díli, em julho de 2014.

A deslocação, que foi a primeira de um secretário-executivo da organização lusófona à Turquia, foi uma oportunidade para “estreitar os laços”, disse a responsável. No âmbito da visita, Maria do Carmo Silveira foi recebida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Mevlüt Çavusoglu. “Esperamos que seja o início de um processo de reforço das relações de cooperação entre a Turquia e os Estados-membros da CPLP”, comentou Maria do Carmo Silveira.

A secretária-executiva identificou a agricultura familiar e a saúde como “áreas potenciais” para o aprofundamento da cooperação, dada a “sólida experiência” da Turquia nestes setores. A responsável indicou que vai transmitir aos membros da CPLP uma “recomendação para que submetam projetos concretos” ao Governo turco para possível financiamento. Maria do Carmo Silveira disse ainda que, desde a concessão do estatuto de observador associado, a Turquia estabeleceu representações diplomáticas em Angola e Moçambique e reforçou as relações de cooperação com São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau.

Na sua deslocação a Ancara, a secretária-executiva da CPLP visitou a TIKA — Agência Turca para a Cooperação e Coordenação, e a instituição de ensino superior YÖK. Além disso, reuniu-se com o reitor da Universidade de Ancara, onde visitou o Centro de Estudos da América Latina.