Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O terceiro filho dos duques de Cambridge nasceu esta segunda-feira, às 11h01. Há factos que se conhecem a priori: o bebé do sexo masculino será o quinto em linha de sucessão ao trono britânico e é o sexto bisneto da rainha Isabel II. Falta saber, então, o nome do filho mais novo de William e de Kate.

A especulação em torno do nome de batismo é muita e, como de costume, as casas de apostas estão inclinadas para algumas propostas: Arthur, Albert ou Philip estão, neste caso, entre as opções favoritas para rapaz. Segundo a BBC, o povo britânico está à espera que Kate e William optem por um nome tradicional, tal como aconteceu nas últimas duas vezes, aquando do nascimento de George e de Charlotte, em 2013 e 2015, respetivamente.

O The Sun cita a casa de apostas William Hill que, além de Arthur e de Albert, fala ainda em James e Alexander, enquanto o The Telegraph acrescenta à lista o nome Frederick. O nome do bebé deverá ser anunciado nos próximos dias.

Já nasceu o terceiro filho de William e Kate Middleton. Duques de Cambridge já apresentaram o recém-nascido

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A mesma publicação refere que os especialistas consideram que a escolha do nome vai, desta vez, refletir o lado da família de Middleton. Aquando do nascimento dos dois filhos, o duque e a duquesa de Cambridge optaram por nomes mais tradicionais, que podem ser facilmente encarados como tributos a membros da família real britânica.

O nome George Louis Alexander, por exemplo, remete para seis reis britânicos e também para o conde Louis Mountbatten, tio do duque de Edimburgo, o marido da rainha Isabel II. Já Charlotte Elizabeth Diana é um tributo à mãe e à avó de William.

Os peritos consultados pela BBC mostram-se reticentes considerando a escolha de um nome mais moderno, uma realidade que não vai em linha de conta com a tradição associada à Casa Real Britânica, habituada a ter nomes com fortes associações familiares. De acordo com o comentador real Richard Fitzwilliams, há três coisas que influenciam a escolha de um nome tendo em conta um bebé real: a preferência pessoal, a ligação à realeza passada e presente e ainda a opinião pública.

Não existem regras para a escolha dos nomes, mas há certamente opções que deverão ser evitadas.