O livro “Mentiras e Verdades” do antigo diretor do FBI, James Comey, esgotou a primeira edição de 600.000 exemplares numa semana, e em todos os formatos, indicou esta segunda-feira a editora Flatiron Books, do grupo Macmillan. O livro, posto à venda a 17 de abril com o título original “A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership”, situava-se esta segunda-feira em segundo lugar na lista das melhores vendas do portal de vendas na Internet Amazon.

Um outro livro político, “O Fogo e a Fúria” (“Fire and Fury”) do jornalista norte-americano Michael Wolff, também muito centrado em Donald Trump, ainda registou um maior sucesso editorial no início de janeiro, com mais de um milhão de exemplares vendidos numa semana, segundo o seu editor. Segundo o New York Times, este controverso registo da vida na Casa Branca sob a administração de Donald Trump já vendeu mais de dois milhões de exemplares.

Este ano de 2018 anuncia-se excecional para o grupo Macmillan, a empresa da Flatiron Books e de Henry Holt and Company, editora de “Fire and Fury”. Mais de um milhão de cópias de “Mentiras e Verdades” foram já impressas, indicou um porta-voz da Flatiron Books.

Antigo advogado e procurador federal de 57 anos, James Comey descreve Donald Trump como uma personagem truculenta e egocêntrica, comparando designadamente os seus métodos aos de um chefe mafioso. O seu livro incluía-se esta segunda-feira entre as 20 melhores vendas no Reino Unido, Alemanha e Austrália e suscitou a cólera de Donald Trump, que na sua conta da rede social Twitter designou o antigo polícia de “mentiroso” e “nojento”.