A banda norueguesa Angles 3 abre esta quinta-feira o 15.º Festival de Jazz de Portalegre, que conta também com a atuação do guitarrista norte-americano Bill Frisell e dos portugueses Rite of Trio e Ricardo Toscano. O certame, promovido pelo município, decorre no Centro de Artes do Espetáculos de Portalegre (CAEP), à exceção de dois concertos fora da cidade, na vila vizinha de Castelo de Vide, dos noruegueses Angles 3, no sábado, às 18h00, a que se segue a atuação dos The Rite of Trio.

O concerto em Castelo de Vide será o segundo dos Angles 3 no 15.º Festival de Jazz de Portalegre, que este ano é realizado numa única edição, até sábado, quando, nas anteriores edições, se dividiu em dois fins de semana. O programador do Portalegre Jazz Fest, Pedro Costa, disse à agência Lusa que o certame permanece “fiel ao formato e compromisso de apresentar músicos norte-americanos, europeus e portugueses” no seu alinhamento.

O norte-americano Bill Frisell, de 66 anos, que se destacou na cena nova-iorquina nos anos de 1980, apresenta-se em duo com o contrabaixista Thomas Morgan para estrear em Portugal o seu mais recente disco, para a discográfica ECM, “Small Town”. Um “concerto único” que está agendado para sexta-feira à noite, no CAEP.

Os Rite of Trio voltam a atuar na sexta-feira, depois do concerto do duo Frisell Morgan, no espaço denominado “afterhours”. Os Slow is Possible atuam no sábado, às 2h30, no CAEP, seguindo-se, às 23h00, no mesmo palco, o Ricardo Toscano Quarteto.

Todas as noites, o cartaz é encerrado no café-concerto do CAEP, Esquina das Beatas, pelo projeto BirdZzie, “numa viagem entre o jazz, o jazz-hop e o eletro-jazz”. Paralelamente realiza-se no átrio a tradicional Feira do Disco e do Livro, organizada pela editora Clean Feed.

“Enquanto programador posso dizer que este é sem dúvida um dos melhores cartazes que já produzi”, afirmou Pedro Costa, que acumula o cargo com o de programador do Festival Internacional de Liubliana, na Eslovénia, e que já lhe valeu uma distinção pela The Europe Jazz Network.