O MPLA aprovou esta sexta-feira a realização de um congresso extraordinário na primeira quinzena de setembro deste ano e a candidatura de João Lourenço ao cargo de presidente do partido, ocupado desde 1979 por José Eduardo dos Santos.

A informação consta de uma nota enviada à agência Lusa pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder desde 1975, a propósito da reunião desta sexta-feira do bureau político, orientada por José Eduardo dos Santos.

“O bureau político aprovou a proposta de resolução e o cronograma de preparação e realização do 6.º Congresso Extraordinário do partido, a ter lugar na primeira quinzena de setembro próximo e, consequentemente, aprovou a candidatura do camarada João Lourenço, atual vice-presidente, ao cargo de presidente do MPLA”, lê-se.

João Lourenço exige combate às más condutas no MPLA