Myanmar

Myanmar. Centenas fogem de conflito armado em Kachin

Novos combates entre milícia independentista cristã e Exército do país leva centenas a abandonar as suas casas. Violência tem-se intensificado na zona nordeste, junto à fronteira com a China.

Habitantes de Kachin, de minoria católica, aquando da visita do Papa a Myanmar

AFP/Getty Images

Centenas de pessoas estão em fuga na província da Kachin, em Myanmar, depois de se terem intensificado os combates entre a milícia independentista Organização Independência de Kachin (KIO na sigla original) e o Exército de birmanês.

O alerta foi lançado pela Organização das Nações Unidas, que garante que mais de quatro mil pessoas já abandonaram as suas casas desde o início deste mês. Ao todo, desde janeiro, mais de 15 mil já terão fugido.

O cessar-fogo de anos entre a KIO e o Exército birmanês foi quebrado em 2011, mas os combates na região nordeste, que fica junto da fronteira com a China, têm-se intensificado ao longo deste ano. Os habitantes de Kachin são uma minoria cristã num país de maioria budista, e a milícia KIO é um dos vários grupos independentistas de Myanmar. De acordo com a BBC, o Exército estará a levar a cabo ataques aéreos e de artilharia na região.

“A nossa principal preocupação é a segurança dos civis — incluindo grávidas, idosos, crianças pequenas e pessoas com deficiência”, disse Mark Cutts, responsável do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas em Myanmar.

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi prometeu alcançar a paz com as várias minorias do país desde que tomou posse em 2016, relembra a Deutsche Welle, mas esse objetivo tem sido difícil de alcançar. Ao conflito em Kachin soma-se a crise dos Rohingya, na zona ocidental de Myanmar: desde 2016 que cerca de 700 mil pessoas desta minoria muçulmana saíram do país, em direção ao Bangladesh, para fugir do conflito armado na região.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cbruno@observador.pt
Livros

Livros para o Natal (I) /premium

João Carlos Espada

Seis sugestões de livros que são também leituras que desafiam os dogmas politicamente correctos hoje dominantes entre nós.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)