Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ninguém discute que trocar mensagens enquanto se conduz não é bom para as SMS e, muito menos, para a condução. E os acidentes provocados pelos condutores que dividem a sua atenção por ambas as actividades aí está para provar isso mesmo. Visando combater esta prática que expõe a perigos excessivos o condutor que prevarica, bem como os restantes, para além dos peões, a NordDDB associou-se à Volkswagen para conceber capas de smartphones produzidas com metal e tecido oriundos de veículos que sofreram acidentes enquanto os seus condutores se dedicavam a esta prática.

A oportunidade para esta campanha foi determinada pelo legislador sueco, que determinou em Fevereiro que era ilegal utilizar um telefone móvel enquanto ao volante. Para assinalar o momento, a Volkswagen vai fabricar 153 protecções de telemóvel, tantas quantos os acidentes graves motivados pela utilização do telefone durante o mês de Fevereiro. “Esperamos que as capas desempenhem o papel de ‘lembrete’ silencioso para os condutores, que não lhes devem tocar enquanto estão ao volante”, afirma o responsável pela marca alemã naquele país nórdico.

Os lucros da vendas das protecções de telemóvel  vão reverter para os sobreviventes dos acidentes, bem como para os que têm de recorrer à reabilitação para recuperar a sua mobilidade, com todas elas a serem fabricadas à mão e numeradas. E apesar de serem atraentes, os condutores dificilmente se poderão esquecer que, para aqueles materiais estarem disponíveis, significa que alguém teve um acidente muito grave, potencialmente com vítimas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR