O ministro da Economia da Alemanha pede um acordo comercial entre a União Europeia e os EUA, para acabar com a incerteza criada pelas medidas anunciadas pela administração Trump. Essa é uma “incerteza persistente” que cria “um grande problema, para muitas empresas”, afirmou Peter Altmeier, depois de Donald Trump ter anunciado um prolongamento (por um mês) das isenções em taxas alfandegárias aos países aliados dos EUA.

“Estou perfeitamente convencido de que, para bem dos postos de trabalho na Alemanha, na Europa e nos EUA, necessitamos de um acordo de longo prazo — e aumentar as taxas é o método errado”, afirmou Altmeier, citado pela Reuters. “Precisamos não de mais, mas de menos taxas sobre o comércio internacional”, acrescentou o ministro.

Para muitas empresas, afirma Altmeier, “a incerteza persistente é um grande problema”, acrescentou o responsável.

O governo dos Estados Unidos adiou por 30 dias a imposição das novas tarifas sobre as importações de aço e alumínio para os países da União Europeia (UE), México e Canadá, anunciou na segunda-feira a Casa Branca.

Estados Unidos prolongam por um mês isenção das tarifas sobre importações

A Comissão Europeia “tomou nota” da decisão do Governo norte-americano de prolongar a isenção tarifária às importações europeias de aço e alumínio e avisou que a União Europeia “não negociará sob ameaça.”

Bruxelas “não negoceia sob ameaça” fim da isenção dos EUA ao aço/alumínio