Rádio Observador

Governo

Ministro Eduardo Cabrita em Marrocos para reuniões bilaterais e conferência sobre migração

Ministro da Administração Interna desloca-se a Marrocos para um encontro bilateral com o seu homólogo marroquino e na quarta-feira participa numa conferência ministerial euro-africana sobre migração.

PAULO NOVAIS/LUSA

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, desloca-se a Marrocos, onde este sábado tem um encontro bilateral com o seu homólogo marroquino e na quarta-feira participa numa conferência ministerial euro-africana sobre migração.

Eduardo Cabrita irá reunir-se com o ministro do Interior de Marrocos, Abdelouafi Laftit, para abordar a cooperação entre Portugal e Marrocos e com o diretor-geral do Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas Migratórias, Michael Spindelegger, para discutir a participação de Portugal neste organismo internacional, refere uma nota de imprensa do Ministério da Administração Interna.

Na quarta-feira, o ministro português vai participar, em Marraquexe, na V Conferência Ministerial Euroafricana sobre Migração e Desenvolvimento, que visa “a adoção do novo programa de cooperação plurianual para o diálogo União Europeia-África (2018-2020)”.

Das conferências ministeriais euro-africanas, que juntam os ministros dos países parceiros com as pastas da imigração e desenvolvimento, saem uma declaração política e um plano de ação.

A cooperação entre a União Europeia e África sobre migração e desenvolvimento, conhecida como Processo de Rabat, foi lançada na primeira conferência ministerial, realizada em julho de 2006 na capital marroquina.

Destina-se “a reforçar o diálogo” entre os países de origem, circulação e destino da rota de migração da África Ocidental.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

O país onde a política morreu /premium

Rui Ramos

As más finanças, a estagnação económica e o envelhecimento demográfico tiraram oxigénio a tudo o que relacionávamos com direita e esquerda em Portugal. Há apenas governo e oposição.

PSD

O que é que fizeram à direita? /premium

André Abrantes Amaral

O PSD que vai a votos a 6 de Outubro não é o que governou entre 2011 e 2015. É o PSD de Rui Rio, de Pacheco Pereira e de Ferreira Leite. É o PSD dos que concertadamente comentam realidades virtuais.

Política

8 discursos universais

João Araújo

Os discursos universais são o instrumento que permite inocular grandes doses de narrativa inativada gerando um espaço público pimba ao imunizar as pessoas contra o que realmente conta: a substância.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)