O antigo selecionador de futebol de El Salvador Ramon Maradiaga foi suspenso por dois anos pela FIFA, por ter intermediado a oferta de dinheiro aos jogadores salvadorenhos, de modo a ajudar as Honduras.

Em causa está um jogo de qualificação para o Mundial2018, em que terá sido oferecido dinheiro aos futebolistas de El Salvador para que ganhassem, ou, pelo menos, não perdessem por dois golos ou mais diante do Canadá, em setembro de 2016.

O Comité de Ética da FIFA considerou Ramon Maradiaga culpado “de suborno e corrupção”, por não ter reportado a situação, que ajudaria na qualificação o país natal do selecionador, as Honduras.

A FIFA entende que Maradiaga, que foi capitão das Honduras no Mundial de 1982, permitiu que a reunião acontecesse, na qual “foi prometida compensação financeira aos futebolistas”, embora, ainda antes do jogo, os jogadores tenham revelado, em conferência de imprensa, a proposta.

El Salvador empatou em casa com o Canadá (0-0), em novembro de 2015, e perdeu fora, em setembro de 2016, por 3-1. Na primeira fase de apuramento na CONCACAF apuraram-se no grupo A México e Honduras, e na fase final da Confederação garantiram a qualificação México, Costa Rica e Panamá, enquanto as Honduras foram eliminadas pela Austrália no ‘play-off’.