[Atualizado às 11:26 de 03/05/2018 com o número atualizado de vítimas]

Pelo menos 95 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas na noite desta quarta-feira na Índia, na sequência de tempestades de areia que afetaram o país. A notícia está a ser dada pela imprensa local e internacional. A BBC diz que as tempestades provocaram “quebras de eletricidade, o desenraizamento de árvores e várias mortes” nos estados de Rajasthan e Uttar Pradesh, acrescentando que muitas das vítimas mortais “estavam a dormir quando as suas casas colapsaram depois de serem atingidas por sequências intensas de relâmpagos”. A queda de árvores também causou a morte a muitos locais.

As tempestades de areia são comuns na Índia mas o número de vítimas mortais é muito superior ao habitual, acrescenta a estação britânica. As autoridades indianas acreditam que o número de mortes pode aumentar nas próximas horas. A cidade de Alwar (situada no estado Rajasthan) terá sido uma das mais afetadas. No estado de Uttar Pradesh terão morrido pelo menos 45 pessoas, pelo menos 43 das quais na cidade de Agra, onde está situado o monumento Taj Mahal.

O cenário em Agra, onde pelo menos 43 pessoas morreram. @ AFP/Getty Images

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Muitas escolas fecharam e as autoridades estão a deslocar-se para os locais mais afetados. O governo indiano já anunciou que as famílias das vítimas vão receber 400 mil rupias (perto de cinco mil euros) de compensação.

À BBC, o responsável pela gestão da resposta estatal à crise em Rajasthan, Hermant Gera, disse: “Trabalho há 20 anos e isto é o pior que alguma vez vi. Tivemos uma tempestade de areia de grande intensidade a 11 de abril — na altura, morreram 19 pessoas  — mas desta vez este fenómeno atacou durante a noite, pelo que muitas pessoas estavam a dormir e não conseguiram sair de casa quando as suas paredes de barro colapsaram”.