O treinador do Marítimo, Daniel Ramos, destacou este sábado a importância de vencer no domingo no terreno do Desportivo de Chaves, na 33.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, para ainda poder sonhar com o quinto lugar.

Os insulares estão agora com menos três pontos do que o Rio Ave, com quem têm desvantagem no confronto direto, por isso, sabem que um triunfo dos vila-condenses é suficiente para terminar o sonho europeu do Marítimo.

“Neste momento, um ponto para nós acaba por não ser benéfico. É apostar tudo na vitória. É pensar que o Rio Ave não somará três pontos em Paços de Ferreira e poderá escorregar e perder e, ao mesmo tempo, ao conseguirmos um resultado positivo, levarmos para a última jornada a discussão do quinto lugar”, afirmou Daniel Ramos, na conferência de imprensa de antevisão do encontro em Chaves.

Apesar do cenário complicado para os ‘verde rubros’, o técnico disse esperar aproveitar o facto de o Marítimo jogar primeiro para causar algum desconforto ao Rio Ave.

“Primeiro de tudo, pensarmos naquilo que podemos controlar, que é o nosso jogo. Não dependemos de nós. Estamos num cenário a depender do Rio Ave. Sabemos que jogando primeiro, ao somar três pontos, podemos provocar alguma pressão no Rio Ave”, referiu.

O quinto lugar é também ambição do adversário, o Desportivo de Chaves, cuja campanha na I Liga mereceu elogios de Daniel Ramos, que espera uma partida muita disputada com os transmontanos.

“É uma boa equipa. Fez um campeonato também interessante. Tem possibilidades muito remotas de chegar ao quinto lugar, com uma conjugação de resultados difícil, mas não tenho dúvidas de que irá procurar também vencer. Antevejo um bom jogo, no qual certamente as duas equipas irão arriscar e ter comportamentos na procura da vitória”, comentou.

A derrota da última jornada, sofrida diante do FC Porto, nos Barreiros, por 1-0, com um golo de Marega em cima do minuto 90, foi relembrada na conferência de imprensa.

Daniel Ramos admitiu que o desaire afetou a equipa mentalmente nos primeiros dias de trabalho, mas prometeu um Marítimo concentrado no que resta do campeonato.

“A equipa foi percebendo que ainda faltam dois jogos e tem de dar o máximo até ao fim. Como bons profissionais que são os jogadores do Marítimo, acreditamos que iremos terminar a época da mesma forma, com brio, profissionalismo e grande dedicação ao clube que representamos”, sublinhou.

O Marítimo, sexto classificado, com 44 pontos, visita o Desportivo de Chaves, oitavo, com 41, no domingo, a partir das 18:00.