O tenista João Sousa vai receber a medalha de mérito de grau ouro do município de Guimarães, após ser o primeiro português a vencer o Estoril Open, anunciou esta terça-feira o presidente da Câmara, Domingos Bragança. O atleta vimaranense venceu, no domingo, o único torneio luso do circuito ATP, ao derrotar o norte-americano Frances Tiafoe, por duplo 6-4, e, na sequência do feito, vai ser galardoado pelo município no próximo dia 24 de junho, feriado municipal que comemora a Batalha de São Mamede, em 1128.

“Guimarães terá que homenagear o João Sousa. E o melhor modo de homenagear o João Sousa é no dia 24 de junho, dia de celebração de Guimarães e do ‘dia um’ de Portugal. É ser-lhe atribuída a medalha de mérito desportivo, de grau ouro”, disse o autarca, durante a homenagem ao atleta, esta terça-feira no salão nobre dos paços do concelho. O autarca salientou que o galardão reconhece não só os “atributos desportivos”, mas também os “humanos” que fazem de João Sousa, 48.º classificado do ‘ranking’ mundial, um “senhor vimaranense conhecido em Portugal e no mundo”.

Numa cerimónia que contou ainda com as presenças do vereador do desporto, Ricardo Costa, e do presidente da Assembleia Municipal, José João Torrinha, o presidente da Câmara defendeu que João Sousa tem dado um contributo “decisivo” para o ténis nacional, enquanto “melhor tenista português de sempre”, mas também para o ténis local. “Em Guimarães, o ténis, como modalidade desportiva, nunca mais será a mesmo. O seu contributo será decisivo para que muitos jovens abracem esta modalidade”, considerou.

Face a nova homenagem no próximo mês, o tenista mostrou-se “orgulhoso” por poder “ser homenageado na cidade do coração” e grato pelo “carinho especial” que os vimaranenses nutrem por si, tendo prometido que vai guardar a medalha guardar a medalha “num sítio muito bonito”.