A Juventus esmagou, esta quarta-feira, o AC Milan na final da Taça de Itália, com uma goleada por 4-0, ficando assim com uma quarta “dobradinha” praticamente assegurada devido ao avanço que tem na liga italana de futebol.

No estádio Olímpico da capital, a formação de Turim chegou ao 4-0 com evidente facilidade na segunda parte, através dos golos do marroquino Benatia (56 e 64 minutos), do brasileiro Douglas Costa (61 minutos) e do autogolo de Kalinic (76 minutos). Tudo se conjugou, assim, para um histórico registo de quatro campeonatos e quatro taças nacionais de seguida que, a duas jornadas do fim, só uma calamidade impedirá.

Com efeito, os pupilos de Massimiliano Allegri comandam no campeonato com 91 pontos a duas jornadas do fim, com o Nápoles a seis pontos. Basta-lhe um empate para festejar, no campo da Roma ou na receção ao Hellas Verona. O AC Milan, de Gennaro Gatuso, poderia salvar a época neste jogo (está em sexto no campeonato), mas foi totalmente impotente para contrariar o favoritismo da ‘Juve’. André Silva, na sua primeira época milanesa, não teve direito à festa da Taça e não saiu do banco dos suplentes.