A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera “elevado” o risco de propagação da epidemia de Ébola na República Democrática do Congo (RDC) e prepara-se para o “pior dos cenários”, anunciou esta sexta-feira a instituição.

“Estamos muito preocupados e estamos a preparar-nos para todos os cenários, incluindo o pior dos cenários”, declarou o diretor do programa de gestão de situações de emergência da OMS, Peter Salama, durante uma conferência de imprensa em Genebra.

Precisou, citado pela France Presse, que a agência especializada das Nações Unidas contabilizou 32 casos, entre os quais 18 mortes, entre 4 de abril e 9 de maio. O líder da OMS, Tedros Ghebreyesus, afirmou que acordou com o ministro da Saúde do Congo que as vacinas serão enviadas “o mais rápido possível”, enquanto cresce o número de casos suspeitos.