A banda norte-americana Incubus, que já não dava um concerto em Portugal desde 2012, vai atuar na próxima edição do festival EDP Vilar de Mouros, agendada para os dias 23, 24 e 25 de agosto na freguesia homónima (pertencente ao concelho de Caminha). O anúncio foi feito esta tarde pela organização do festival, em conferência de imprensa.

Além dos Incubus (que atuam dia 24), a organização do festival de Vilar de Mouros confirmou ainda a presença da banda de indie-folk eletrónica Crystal Fighters e dos portugueses David Fonseca, Plastic People e GNR no cartaz da sua próxima edição.

Para o histórico festival estavam já confirmados outros nomes sonantes: Peter Murphy, antigo vocalista da banda pós-punk Bauhaus, John Cale, membro fundador dos The Velvet Underground e os grupos The Pretenders, Public Image Limited (PIL), The Human League e Los Lobos

Na apresentação do festival à imprensa, o promotor Paulo Ventura disse que construir o alinhamento deste festival “não é uma coisa simples” devido ao estatuto do Vilar de Mouros e ao que “construiu ao longo dos anos”. O alinhamento dos concertos, explicou ainda Paulo Ventura, tem de “viver dentro do que o festival pede”.

O festival volta a ter a EDP como patrocinador oficial e um recinto com capacidade para 15 mil pessoas. Um dos objetivos da organização para a próxima edição é melhorar e tornar mais confortável a área de restauração do festival.

O festival de Vilar de Mouros começou no final dos anos 1960 com um cartaz direcionado para a música clássica, folclórica e fado. Assumiu em 1971 a sua identidade de festival de música popular e já viveu vários fins e recomeços. O último regresso aconteceu em 2016, para uma edição comemorativa dos seus 50 anos de história, tendo prosseguido em 2017 e agora em 2018.