Sporting

Paulo Futre: “Bruno de Carvalho? É impossível defendê-lo”

1.985

Paulo Futre disse na CMTV que é "impossível" defender Bruno de Carvalho depois dos acontecimentos na academia do Sporting. O ex-jogador mostrou-se ainda arrependido de uma conversa com Rui Patrício.

MÁRIO CRUZ/LUSA

O antigo jogador do Sporting Paulo Futre disse esta terça-feira à noite na CMTV que não é possível defender Bruno de Carvalho depois dos acontecimentos desta terça-feira na Academia do Sporting em Alcochete: “é impossível defendê-lo”. Futre, que fez parte da Comissão de Honra de Bruno de Carvalho nas últimas eleições do Sporting, em 2017, afirmou ainda que pensava que o presidente do Sporting tinha mudado a atitude depois de ter sido pai: “Pensa que quando ele foi pai vinha mais tranquilo, depois do que lhe tinha acontecido com os jogadores — que os jogadores enfrentaram-no –, depois de ser assobiado no Paços de Ferreira, pensei: ‘vai vir calminho, não vai fazer mais loucuras'”

O ex-jogador revelou ainda que se sente arrependido de uma conversa que teve com Rui Patrício depois das críticas de Bruno de Carvalho à equipa no seguimento do jogo com o Atlético de Madrid, que os leões perderam por 2-0.

Estou arrependido de uma coisa com um jogador. Quando foi esta confusão com os jogadores eu falei com o Bruno e ele disse: ‘Paulo, diz que eu estou arrependido, fala com o Rui, que eu não vou fazer mais isto’. E eu sentia que ele estava arrependido. Falei com o Rui Patrício na véspera do jogo com o Atl. Madrid cá, expliquei que Bruno de Carvalho estava arrependido. Disse: ‘Acredita em mim, já tirou os processos, acabou com o Facebook. Ele não vai fazer mais isto’. E ele disse que ia falar com outros jogadores e fiquei com a clara sensação de que ia mesmo tudo acalmar. Depois vi a mensagem da mulher do Rui… Tenho de pedir desculpa por ter feito aquela chamada.

Rui, desculpa ter feito aquela chamada. Sinceramente pensava que o presidente do Sporting ia ser outro a partir daquele momento. Enganei-me, peço desculpa. Longe de mim que os jogadores algum dia pudessem apanhar com uma situação destas. Joguei no Marselha e no Atl. Madrid. Até ontem dizia: nós em Portugal ladramos, lá fora mordem. Até ontem. Tinha uma série de entrevistas marcadas e cancelei tudo. Foi muito duro ver aquilo, fiquei em choque”

Paulo Futre criticou também o facto de Bruno de Carvalho não ter condenado o arremesso de tochas por parte das claques do Sporting em direção à baliza onde estava Rui Patrício, no jogo com o Benfica. Também a propósito desse jogo — que terminou empatado 0-0 — Futre disse que o presidente do Sporting não deveria ter atirado a braçadeira para o chão no final da partida.

[Veja no vídeo as críticas que incomodaram Bruno de Carvalho]

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)