Casamento Real

E o prémio de chapéu mais espetacular do casamento real vai para…

1.146

Pode não ser o casamento do herdeiro ao trono, mas o habitual desfile de chapéus ninguém nos tira. Reunimos os melhores looks de uma cerimónia onde até a extravagância foi contida.

É difícil decidir, primeiro porque não houve nada de verdadeiramente vibrante na chapelaria trazida à rua neste sábado, em Windsor, segundo porque houve demasiados espécimes empatados no nível do mediano e isso não ajuda mesmo nada. É muito mais fácil quando estamos simplesmente em Ascot, que por acaso é mesmo lá ao lado. Aí sim, é vê-lo grandes, altos, largos e farfalhudos, uma alegria. Ou mesmo noutros casamentos da realeza, já vimos propostas bem mais interessantes do que as deste fim de semana.

Mas a grande desilusão foram mesmo as princesas Eugenie e Beatrice. E pensar que já foram elas a alma da festa, com tocados e chapéus tão altos e retorcidos que ate pareciam adereços do Parque Mayer. Agora não. Não sabemos se por preguiça, se por falta de entusiasmo com o casamento do primo, mas ambas estiveram entre as mais discretas da festa, uma pena. É de lembrar que Eugenie, de 28 anos, casa já em outubro, portanto queremos ver se os convidados lhe fazem o mesmo.

Mas vamos aos chapéus deste sábado, do casamento do príncipe Harry e de Meghan Markle, agora duques de Sussex. Na categoria de maior diâmetro, Camila e Katharine, a Duquesa de Kent, ficam mais ou menos empatadas. O primeiro era mais fora da caixa, todo em penas, o segundo mais convencional no que toca aos materiais, mas com uma sombra igualmente generosa. Pensando melhor, Oprah Winfrey não ficou atrás, embora aquele aparato de flores e plumas estivesse ligeiramente too much.

Na equipa dos tocados clássicos, aqueles tão verticais que questionamos como se aguentam no sítio, temos concorrentes de peso. Sophie Rhys-Jones, Carole Middleton, Chelsy Davy, Karen Spencer, Zara Tindall e Autumn Phillips deram tudo, mas sem espetacularidade.

Bem, já agora, convém falar nos mais bonitos. Aí fica fácil chegar ao pódio: Amal Clooney, Kitty Spencer e Priyanka Chopra. No primeiro caso, o chapéu foi só o corolário de um look irrepreensível, desenhado por Stella McCartney. No segundo, fomos vencidos pelo minimalismo e por alguma estranhesa. O tocado usado pela sobrinha de Diana esteve longe do convencional, valeu-nos isso numa boda tão pautada pelo aborrecimento. Priyanka, pela construção desta e de todas as peças. A atriz indiana brilhou numa criação de Vivienne Westwood. Com o tom lavanda, chamou as atenções.

Na fotogaleria, reunidos alguns dos melhores chapéus que desfilaram em Windsor, a propósito do casamento real.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt
Livros

Livros para o Natal (I) /premium

João Carlos Espada

Seis sugestões de livros que são também leituras que desafiam os dogmas politicamente correctos hoje dominantes entre nós.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)