Luc Besson, o famoso realizador francês responsável por filmes como “O Quinto Elemento”, “Nikita” e “Leon”, foi acusado por “uma jovem atriz” de a ter violado esta quinta-feira, em Paris, avança a France Presse. O advogado de Besson afirma que o cineasta conhece a atriz, “mas nunca se comportou de forma imprópria [com ela]” e “desmente categoricamente as acusações”, dizendo que são “fantasiosas”. A polícia de Paris iniciou uma investigação.

Segundo a rádio Europe 1, que foi o primeiro meio a divulgar a história, a atriz afirma que Besson lhe terá dado uma chávena de chá e depois ficou inconsciente. A artista afirma que tinha uma relação com Besson há dois anos e que se sentiu obrigada a estar íntima com o cineasta para progredir na carreira.

O realizador francês é pai de cinco filhos, os três últimos com a atual mulher. É responsável por filmes que tiveram como atores Bruce Willis, Mila Jovovich e Gary Oldman. O último filme, “Valerian e a cidade dos mil planetas”, não alcançou as expectativas na bilheteira, deixando a produtora de Besson, EuropaCorp, com problemas financeiros.

As notícias do caso surgiram no mesmo dia da cerimónia de encerramento do festival de Cinema de Cannes, onde uma das alegadas vítimas de Harvey Weinstein, o famoso produtor de cinema que foi acusado de violar dezenas de jovens atrizes iniciando o movimento #metoo, contou a sua história.