Nova Iorque é uma das cidades mais emblemáticas e caras do planeta e a zona de Hell’s Kitchen uma das mais cobiçadas. Ali, as boas casas são transaccionadas por valores que rondam os 18.290€ o m2. Há uma, em particular, que deveria estar à venda por 30 milhões de dólares, qualquer coisa como 25 milhões de euros. Sucede que, de acordo com a conhecida imobiliária RazRealty, está a ser proposta por cerca de 85 milhões de dólares (72,3 milhões de euros), o que atira o valor por m2 para a brutalidade de 60.215 dólares (51.224€). Se se interroga sobre o que pode elevar o preço de um apartamento com 1.394 m2, a resposta reside em automóveis de sonho, entre uma série de outros (dispendiosos) pormenores.

A propriedade mais cara de Hell’s Kitchen, a zona de Nova Iorque junto ao Hudson, entre as avenidas 34ª e 59ª, está efectivamente à venda por 72,3 milhões de euros. O seu preço assusta uns e atrai outros, mas destaca-se decididamente da vizinhança por custar “só” o triplo dos valores normais para o bairro.

Como nisto do dinheiro não há milagres, a explicação para o inusitado incremento do preço é simples e é fornecida pelo próprio proprietário da penthouse do número 635 West, na 42th Street, precisamente num dos prédios mais cobiçados da zona, o Atelier Condo. Daniel Neiditch garante que não está a vender apenas um apartamento sumptuoso, mas sim um certo estilo de vida – o dele! Segundo Neiditch, quem tenha dinheiro e não seja de Nova Iorque fica automaticamente com um apartamento fabuloso no 440 andar, com 24 salas, 10 quartos e outras tantas casas de banho.

Mas apesar de a penthouse ser deslumbrante, a realidade é que está à venda há mais de 800 dias. Por isso, Neiditch decidiu “apimentar” o apartamento, para o tornar mais atractivo. Assim, pelos mesmos 72,3 milhões de euros, juntou um espectacular Lamborghini Aventador e dois Rolls-Royce Phantom, um fechado e outro Cabriolet. Contudo, se bem que os três veículos sejam verdadeiras obras de arte, não conseguem justificar o preço. Vai daí, a lista de “brinquedos” associados à penthouse, sem incremento do respectivo valor, continua com um elegante iate de 75 pés (22,86 metros), com lugar pago na marina do rio Hudson pelos próximos cinco anos.

A isto urge ainda juntar um ano de jantares semanais para dois no exclusivo restaurante de Daniel Boulud, na 65th Street, dois bilhetes junto ao campo para a época dos Brooklyn Nets (que vale cerca de 225.000$), o aluguer para o Verão de uma mansão nos Hamptons (avaliado em 350.000$) e, por fim, dois lugares numa viagem espacial a bordo do Virgin Galactic, propostos por cerca de 250.000$ cada. Feitas as contas, até que não parece caro…