CDS-PP

Nuno Magalhães: “É também importante que o PSD faça o seu trabalho” para a maioria parlamentar

Líder parlamentar do CDS diz que no trabalho para chegar aos 116 deputados no Parlamento é importante que o PSD faça a sua parte e destaca a capacidade de iniciativa dos centristas.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, defende que o PSD deve fazer “o seu trabalho” no sentido de se atingirem os 116 deputados entre os dois partidos. Em entrevista à TSF, afirmou: “Quanto ao PSD reitero aquilo que digo, se o nosso objetivo é ter uma maioria de 116 deputados é também importante que o PSD faça o seu trabalho”.

No dia em que os centristas arrancam com as jornadas parlamentares em Viana do Castelo, Nuno Magalhães sublinha a maior capacidade de iniciativa do CDS e exemplifica com o projeto de resolução sobre fundos europeus, que vai a votos no dia 21 de junho. O projeto do CDS defende que Portugal consiga um “bom acordo” no futuro quadro comunitário, sem redução nas verbas para a Política Agrícola Comum nem para a política de coesão.

Nuno Magalhães desafia o PS e o PSD a votar a favor do projeto, “já que o Governo e os outros partidos parecem escondidos sem dizerem ao que vêm, com acordos que não são conhecidos”.

Acho que quanto mais consenso houver a nível nacional melhor podemos negociar internacionalmente. Não vejo razão nenhuma para que PS e PSD não possam apoiar com o seu voto este nosso projeto e dar mais força a posição portuguesa”, defende.

Além disso, o líder parlamentar do CDS destaca que o partido é o único que já apresentou candidatos às eleições europeias do próximo ano — com uma lista liderada por Nuno Melo. “Mais uma vez antecipámos, somos os únicos [a ter candidatos]”, destacou. Aliás, o primeiro dia das jornadas parlamentares, esta segunda-feira, vai ser marcado pelas questões europeias.

Relativamente à questão da eutanásia, que vai a debate no próximo dia 29 de maio, Nuno Magalhães assegurou que toda a bancada do CDS vai votar contra os projetos apresentados por PS, Bloco e PAN, e destacou que o pediu que a votação seja nominal para que “toda a gente se assuma”, porque “podemos estar à beira de um retrocesso civilizacional.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Um partido não é uma família

Sandra Clemente
457

PSD, PS, BE, CDS e CDU, em 20 anos, perderam cerca de 850 mil votos, mas não assusta esta crescente insignificância dos partidos existentes, só assusta a possibilidade de novos partidos aparecerem.

PSD

Passos Coelho demitiu-se e não foi substituído /premium

João Marques de Almeida
332

O novo partido de Santana Lopes também não conseguirá ultrapassar o PSD. Competirá assim ao futuro líder do PSD unir as direitas e ser capaz de construir um programa reformista para o país. 

Política

Modorra estival /premium

Manuel Villaverde Cabral

Com o acesso de Rio à chefia do PSD cessaram quaisquer veleidades oposicionistas e muito menos reformadoras. O ressurgimento de Santana é puro teatro. PSD e CDS apoiarão Costa sempre que o PS precisar

Turquia

A solidão de Erdoğan /premium

Diana Soller

A Turquia é um Estado tampão que retém cerca de três milhões de refugiados – a maioria oriundos da Síria. Um gesto mais irrefletido de Erdoğan pode levar a uma crise sem precedentes na Europa.

Governo

O fracasso da geringonça /premium

Alexandre Homem Cristo

No domínio táctico, a geringonça foi uma vitória das esquerdas. No domínio político, não é mais do que a capitulação de PCP/BE em troca de acesso ao poder, mas nunca de real influência na governação.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)