Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A gama de veículos eléctricos da Mercedes, conhecida como EQ, vai incluir uma série de modelos, dos mais pequenos aos mais sofisticados, tipo SUV. O mais acessível, o EQA, vai ser na essência um Classe A movido por motores eléctricos, alimentados por bateria. Por ser o mais pequeno e barato, será necessariamente aquele onde o preço é determinante e, talvez por isso, a marca alemã decidiu construí-lo em França.

Para a Mercedes, os carros eléctricos a bateria vão ser uma realidade muito em breve, com os alemães a contar oferecer um total de 10 diferentes modelos até 2022. E é bom ter presente que apresentar 10 carros novos, de um novo tipo, em apenas quatro, é obra. Mas é igualmente uma necessidade, uma vez que a maior marca da Daimler antevê que entre 15 e 25% das vendas, em 2025, serão relativas a modelos 100% alimentados por bateria.

A fábrica alemã em França, mais precisamente em Hambach, é aquela onde nascem há 20 anos os Smart, actualmente apenas os Fortwo, uma vez que os Forfour são produzidos pela Renault. Mas é essa mesma fábrica que será responsável por alguns dos Mercedes EQ, com a marca alemã a ter anunciado que Hambach irá “produzir o EQ compacto, sendo a primeira vez que um Mercedes é fabricado em França”. As palavras são do CEO da Daimler, Dieter Zetsche, que aproveitou a ocasião, na presença do Presidente francês Emmanuel Macron, para anunciar mais um investimento em Hambach, desta vez de 500 milhões de euros.

Zetsche aproveitou ainda para informar que até 2022 a Mercedes vai electrificar toda a sua gama, pelo que além destes 10 modelos 100% eléctricos, vão igualmente surgir 135 veículos electrificados, entre mild hybrid e plug-in hybrids, recorrendo à tecnologia de 48V.

Tanto carro eléctrico não seria viável sem uma produção de acumuladores de energia à altura, pelo que a Mercedes anunciou ainda um investimento de 1000 milhões na produção de baterias, ainda assim uma gota de água face aos 10 mil milhões que vai alocar à concepção de novos modelos eléctricos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR